O Experimento: o curta-metragem de terror do MIS

Por: Natália Nunes

Esses dias fui ao MIS (Museu da Imagem e do Som de São Paulo) para conferir a première (muito fina) do curta-metragem O Experimento, produzido pelo núcleo experimental de cinema do museu. O curta do gênero terror é resultado do projeto, que selecionou 17 pessoas, entre aproximadamente mil candidatos, responsáveis por todas as etapas de execução da obra, desde o roteiro até a edição. Com duração de 15 minutos, o curta foi gravado e editado entre os meses de junho e julho deste ano.

O Experimento conta de forma breve a história de Bárbara (Juliana Lourenção), uma deficiente visual que é contaminada em meio a um apocalipse zumbi.

Depois de ser mordida enquanto tentava fugir de um grupo de zumbis, Bárbara e o namorado, Jorge (Philipp Lavra), conseguem abrigo na casa de um homem chamado Doutor Vicente (João Signorelli), um médico que desenvolve experimentos para reverter os efeitos da contaminação. O estranho parece ter caído do céu no momento em que o casal mais precisava. Desse modo, Jorge aceita ajudar Vicente com os experimentos em troca de sua namorada ser uma das cobaias de sua experiência.

Dentro do “laboratório assombrado”, Vicente fazia um árduo trabalho de readaptação de zumbis, todos em estado avançado de decomposição. Por isso, quando ele descobre que Bárbara havia acabado de ser mordida, cria um interesse especial pela jovem, já que as chances do experimento dar certo eram maiores com ela. No entanto, com o passar do tempo, o que aparentava ser algo bom se torna um pesadelo para o casal (não posso dar spoilers, claro).

giphy

Apesar da história ser narrada de forma breve, a equipe conseguiu construir a narrativa de forma bem tensa e assustadora. Destaque para a maquiagem dos zumbis, que dá o toque macabro do curta. Além disso, os efeitos visuais foram muito bem trabalhados no filme.

Outro destaque do curta é o ator João Signorelli, o Dr Vicente, que já participou de inúmeras produções da Globo e do SBT e atuou em diversos filmes, entre eles o longa Salve Geral (2009), que foi escolhido para ser o representante brasileiro ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2010.

O roteiro foi escrito por Rony Saqqara e Vinícuius Lima Costa, mas teve a colaboração de toda equipe e ganha pontos por abordar o apocalipse Zumbi de forma criativa, fugindo dos clichês de sempre. O Experimento também conta com a direção de Wllyssys Wolfgang e Geisla Fernandes (O Estripador da Rua Augusta).

Com um final sinistro e inesperado, o curta tem potencial para virar um longa-metragem de peso. Para quem diz que o cinema brasileiro não tem capacidade de produzir filmes de terror, O experimento é a prova de que esse é só mais um mito pessimista criado por nós mesmos.

O fato é que, mesmo com pouquíssima renda, o Núcleo Experimental de Cinema do MIS conseguiu fazer um trabalho impecável, que vale a pena ser visto. Infelizmente o filme foi exibido em sessão única e não está disponível na internet, mas quem for assistir ao longa o O diabo mora aqui, no cinema Caixa Belas Artes, em São Paulo, pode conferir o curta-metragem, que será exibido no começo de cada sessão do filme.

Confira o trailer do curta abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s